terça-feira, março 03, 2015

Still looking


Não digo como o Miguel Sousa Tavares, que viver seja largar e seguir em frente. Acho que não é necessário largar para viver. No entanto, quando precisamos largar ou somos largados, aí sim, sigo em frente, “mesmo que em frente esteja apenas o incerto, o desconhecido, o não vivido.” Aliás, saí sempre assim, na incerteza. Mas isso não me tem impedido de sair até com alguma leveza de espírito. Uma leveza que vem da esperança de encontrar a paz e a felicidade.
  

Continuo à procura. 

3 comentários:

  1. Ponha a incerteza no bolso de traz, a esperança no coração e continue!

    ResponderEliminar
  2. Estar à procura parece-me a melhor forma de encontrar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem sempre Redonda. Por vezes encontramos o melhor quando nem sequer estamos à procura, não é?

      Eliminar

O Mundo anda a ficar um lugar muito chato! :(

Daqui E daqui