quarta-feira, março 19, 2014

Constrangimentos


"E no ambiente desse relativismo cultural, não foi difícil defender que a África autêntica, aquela que antecedera o cataclismo do comércio atlântico de escravos que lhe tinha sido imposto do exterior, era um lugar onde os seres humanos viviam em simbiose com o mundo a que pertenciam, em comunidades integradas e funcionais, com uma vida espiritual rica, usufruindo da prodigalidade da Natureza e desconhecendo os constrangimentos e regras artificiais com que a “civilização” havia limitado a liberdade e gozo dos prazeres sensuais, estéticos e lúdicos vitais."
"Exploradores Portugueses e Reis Africanos" - Frederico Delgado Rosa / Filipe Rosa

quinta-feira, março 13, 2014

"Modelo plus size anuncia lingerie sem preconceito"








Dei de caras hoje com esta notícia no Sapo e não entendi por que razão a moça ou alguém, haveria de ter preconceitos. Eu gosto assim. Muito mais bonita do que aquelas que, para ficarem com as medidas ditas certas no corpo, andam com a cara como se vivessem no Burkina Faso. Completamente "chupadinhas". Eu nem sabia que se chamavam "plus size", mas estas, fazem muito mais o meu género.  
E como sempre digo, muito mais importante que o corpo em si, é a forma como a mulher gosta de si própria e consegue colocar nele (corpo) a sua sensualidade, a forma com o entrega o espírito ao corpo. 

quarta-feira, março 12, 2014

Se eu já tinha poucas visitas, agora é que acabo com as que sobram de uma só vez!

“Não despreze a masturbação. É fazer sexo com a pessoa que você mais ama.”
Woody Allen

Esta frase, atribuída a Woody Allen está engraçada e até pode ter algum fundo de verdade, no entanto, pelo menos para mim, faria mais sentido noutros termos.

Primeiro, fica desde já, claro que sei o que é a masturbação e que já experimentei pelo menos uma vez. Mais não digo. :) E peço que não façam grande esforço para imaginar. Fico um bocado constrangido com essa ideia. :)

Mas voltando à frase, eu começaria da mesma maneira mas acabaria de forma diferente. Vejam lá:
“Não despreze a masturbação. É a forma de fazer sexo com a pessoa com quem você se sente mais à vontade.”

Para mim, a masturbação é um acto, à partida, solitário, em que a nossa mente vagueia por onde quer, sem complexos, medos, constrangimentos, …  A imaginação permite-nos até,  pensar em coisas fisicamente impossíveis e tudo corre na perfeição.  A masturbação não tem antes e depois, ou melhor, tem claro que tem, mas é instintiva e depende apenas da vontade de um e no final resta também apenas uma pessoa. Simples, sem rodeios! 


Enfim, cada um pense como quiser e faça o que quiser. Mas se querem saber a minha opinião, não vejo mal nenhum na coisa. Acho até que pode ser bastante relaxante. Num livro que acabei de ler, “Quando Nietzsche Chorou”, Josef Breuer, médico distinto à época, e um dos pais da Psicanálise, fala da masturbação como uma necessidade fisiológica, portanto,… Olhem, façam o que entenderem. Eu já disse o que tinha a dizer.

sexta-feira, março 07, 2014

Um novo sonho...


Porque sem sonhos, vamos viver de quê?

Who are you?

Ontem, depois de te ver na esplanada ao jantar, todas as minhas certezas "implodiram". A tua feminilidade, a tua beleza, a tua se...