quarta-feira, julho 20, 2011

Nós homens temos umas ideias um bocado parvas, mas ainda assim somos felizes

Mas, valerá a pena mudar?

Em tempos, não tão antigos, que este blogue nem sequer existisse, cheguei a pensar que o facto de uma mulher usar ou não cuecas fio-dental lhe revelava uma parte interessante da sua personalidade. Nua e crua.

Um dia, conheci uma mulher que as usava e o mito ruiu. Com estrondo!

Mas como sou homem, voltei a desenvolver mais uma teoria idêntica à anterior, embora ache que desta vez acerto em cheio. Esta nova teoria, que se tem desenvolvido neste meu rebuscado cérebro, está relacionado com as tatuagens. Uma tatuagem por si só já revela algo da personalidade de uma mulher, agora, o desenho e o local da dita, ainda dizem mais.

Por isso, agora, procuro tatuagens em corpos de mulheres e tento interpretá-las, desvendar o que está por trás dela. Talvez um dia tenha a oportunidade de demonstrar na prática a mim mesmo esta minha teoria.:)

terça-feira, julho 19, 2011

Pequenos azares

Fui de fim-de-semana para a praia mas, com a nortada que varre este País, de Caminha a Sagres, acho que teria visto mais coisas bonitas e frescas, no centro comercial cá da terra, a 200 km do mar, do que de facto vi naqueles extensos areais.

sexta-feira, julho 15, 2011

Essas meninas

As meninas de hoje têm tanta pressa de ser crescidas, que acabam por nos deixar, a nós, homens feitos, confusos e às vezes até, envergonhados com as coisas que nos passam pela cabeça. E temos que aguentar impávidos e serenos como se nada fosse. Enfim, sinais dos tempos…

Ou talvez não. Vinícius de Moraes e Toquinho já falavam disso numa música cujo registo mais antigo que encontrei foi de 1971, chamada “Essa Menina”. Problema antigo afinal. :))





Você não tem mesmo o que fazer, essa menina
Como é que você já fica toda feminina
Como é que você olha pra mim
Com essa falta de respeito
Olhe que isso assim não está direito, essa menina

Como é que você novinha assim toda se empina
Como é que você quando me vê
Sai requebrando desse jeito
Tudo nesta vida tem a sua hora, viu?
Pois você me diga agora onde é que já se viu
Querer ser colhida assim tão fora de estação?
Olhe, essa menina, suma, vá-se embora, tenha compaixão

Eu já nem sei mais o que fazer com essa menina
Sem desmerecer sua beleza tão divina
Bem, ela vai ver, então vai ser
Tal como manda a natureza, viu?

terça-feira, julho 12, 2011

segunda-feira, julho 11, 2011

Coisas simples do dia-a-dia

Na sexta-feira passada, numa reunião fora de trabalho, (assunto sobre o qual ainda não quero falar) eu e a minha mulher fomos surpreendidos pela entrevistadora com uma frase no mínimo arriscada para a posição dela.

Talvez com uma hora de entrevista decorrida, eu já nem estava nervoso e falava pelos cotovelos. Depois de uma qualquer frase minha, ela olha para mim, meio surpreendida, fica um segundo ou dois sem resposta e com ar confiante diz qualquer coisa como isto: Gosto de si, ou gosto do seu marido, é engraçado.(eu fiquei igualmente surpreso e por isso nem fixei bem)

Modéstia à parte, eu até já tinha percebido isso, não só porque a entrevista, que estava para durar 1 hora acabou por durar quase 2, mas também porque eu, em alguma pessoas, já consigo ver para além dos olhos. E posso dizer que também gostei dela e também lhe achei piada. Fiz sempre questão de lhe falar abertamente, com muita sinceridade e olhos nos olhos. Apesar de um assunto delicado, estava bem disposto e com um discurso descontraído.

Mas que bem fez ao meu ego aquele elogio tão espontâneo. Puxa! Estava mesmo a precisar! :)

terça-feira, julho 05, 2011

Vamos então dar a volta a isto

Este era um blogue positivo e eu tinha orgulho nisso. Era um blogue que festejava as coisas boas da vida. Música, cinema, livros, relações entre pessoas, mulheres bonitas, paixões possíveis e principalmente as impossíveis. Sonhos bons, enfim... Tudo o que não é agora, por isso, bora lá mudar isto, ok?

O Mundo anda a ficar um lugar muito chato! :(

Daqui E daqui