terça-feira, maio 26, 2009

Hoje é o Dia Europeu dos Vizinhos

Será que ficava bem oferecer umas flores à minha vizinha?

segunda-feira, maio 25, 2009

Os 5 Elementos


Para mim, Terra, Água e Madeira.
Desde sempre, cada vez mais nitidamente.

São os elementos desta roda com que mais me identifico, com os quais sinto necessidade de toque, de os sentir. O cheiro e a textura da terra e da madeira e a frescura, a leveza e envolvência da água. Felizmente estou perto de todos. A Terra e a Água, profissionalmente, a primeira por opção e a segunda por um feliz acaso e a Madeira por hobby. Adoro trabalhar madeira, polir, sentir os seus cheiros e ver os padrões que vai ganhando à medida que é trabalhada. Gosto dos cheiros dos óleos e ceras que as tratam e claro, já sabem, sou apaixonado por árvores.

Para quem quiser saber mais sobre a teoria dos 5 elementos é só clicar aqui

domingo, maio 24, 2009

[...]

Passou a época dos moramgos e aqui por casa nem se viram. Está a passar a época das cerejas mas é como se fosse Dezembro, só há maçãs. Maçãs cinzentas. Iguais todo ano.

sexta-feira, maio 22, 2009

Estou a assar...

...em lume brando, mas estou bem.:))

Bom fim-de-semana.

segunda-feira, maio 18, 2009

E eu então, que sou regador no Fim do Mundo...

... o que direi, não?



Boa semana para todos, se possível melhor que a desse moço. :)

quarta-feira, maio 13, 2009

E se...

... de repente me pedissem para ser Pai de aluguer?

Se depois de semanas de rodeio sem sucesso, me dissessem directamente que andavam à procura dos meus genes?

E se eu não achasse a proposta assim tão descabida?
E se eu me emocionasse com a ideia?
Se sentisse um arrepio na espinha…

Naaan… Confusão de mais…

Esqueçam.

Eu estou por aqui...

... caladinho, atacado por uma gripe, que espero, não seja a da "porca", mas estou. :)

segunda-feira, maio 04, 2009

Galiza II


Galiza

Se aqui estivessem estado, no sábado de manhã (Praia de Coira em Portosin, Galiza), talvez me tivessem apanhado a dar uns mergulhos nesta água totalmente irresistível. Tão irresistível que, para espanto dos meus companheiros de passeio e das poucas pessoas que estavam na praia, fui mesmo em cuecas. :)
Mas o que fazer, quando um homem do Interior vê um mar assim? Assustar-se com a água a 15º? Não... Bora lá!

Eu prometi que voltava

Tocar clarinete é quase como fazer amor. Estranho não é?

Estou a falar apenas na parte da intimidade. Gosto mesmo de tocar, mas gosto especialmente de o fazer sozinho. Eu e o clarinete. O público intimida-me e limita a minha forma de tocar. Qualquer público, mesmo o lá de casa. Falta-me o ar, perco a noção das notas, o olhar fica desfocado e deixo de ver a pauta, enfim…

Por isso nunca faço amor em público… Acho que ia ser um desastre.:)

Boa semana para todos.

A minha laranja

Imaginemos que eu sou como uma laranja, constituído por gomos muito juntinhos dentro de uma casca. Cada um dos gomos representa um estado...