quinta-feira, junho 22, 2006

Cegonhas


Idanha-a-Nova

Friends


Eu até gosto de futebol, aliás, sou praticamente fanático, mas isto está a passar todos os limites do aceitável.

Quando ligo a televisão para ver o telejornal, a única coisa que consigo ver é selecção, selecção, selecção! E o pior é a inutilidade da maior parte das reportagens, normalmente sobre as façanhas dos adeptos e de quantos quilómetros fizeram para tirar uma foto a 2 Km dos jogadores! Enfim…

É por isso que acabo sempre por ver a excelente série cómica do canal 2, FRIENDS, com Courteney Cox Arquette, Jennifer Aniston, David Scwimmer, Matthew Perry, Matt Leblanc e Lisa Kudrow e que a RTP promove assim: Uma série divertida inteligente e sofisticada que conta a história de seis amigos que se apoiam uns aos outros superando os seus problemas do dia a dia. O amor, as carreiras, os sonhos, os desapontamentos... numa altura da vida em que tudo pode acontecer!

Excelente!!

sexta-feira, junho 16, 2006

Devaneios...

Desculpem a insistência, mas fiz este blog para poder falar à vontade naquilo que me passa pela cabeça sem ter que me preocupar com nada, por isso, cá vai:

Trabalho no campo e vivo na cidade. Durante o dia trabalho essencialmente com homens. Contacto com algumas mulheres, lindas por sinal, mas quase todas com idades superiores a 65 anos, por isso, quando chego à cidade ao fim da tarde e vou cruzando, de carro, as ruas da cidade, a minha cabeça parece uma ventoinha atrás de todo o "rabo de saia".

Depois fico a pensar, será que estou a ficar maluco ou será que as mulheres cada vez nos provocam mais? Tops cada vez mais curtos, cinturas cada vez mais descaídas mostrando o início do rabinho, cuequinhas fio dental que se deixam ver por trás de calças transparentes, sapatos de salto alto,... isto é uma perfeita loucura!

Acho que já disse isto aqui, as mulheres nunca estiveram tão femininas como agora.
Que bom poder estar vivo para ver!! Só ver claro, tocar só na nossa!
Ai, mas se eu pudesse! Quem é que inventou esta coisa da monogamia?!
Grande infeliz esse gajo!!
Os Romanos, nesse aspecto é que eram espertos, tudo ao monte e fé nos Deuses, (que também não eram nada santos). Isto claro, no que diz respeito a mulheres, porque tanto quanto sei, esses grandes malucos dos Romanos, tinham, igualmente, uma atracçaõzinha por outros romanos e por rapazitos novos e eu a essas coisas já não acho piada nenhuma! E isso que fique bem esclarecido!

Bem, é melhor trabalhar e largar estes pensamentos malucos!

PS. Vou entrar numa fase de muito estudo e trabalho. Em principio isto significa que eu e o meu blog vamos hibernar durante uns tempos! Bem, se as coisas estiverem a correr mal também pode acontecer o contrário e desatar a "postar" aqui desenfreadamente como sinal de protesto e de falta de inspiração, por isso seja o que quiserem os Deuses, já que estamos nesta onda Romana!

quarta-feira, junho 14, 2006

Pontes

Detesto pontes! Não as pontes de ferro ou betão. As pontes dos feriados! É que a muitos desses “pontistas” não basta terem fins-de-semana enormes, como ainda por cima vêm para aqui para a província chatear os pacóvios que aqui andam tão sossegados!!! E com este tempo tão bom para ir para a praia!! XÔÔÔ!

Pontes

Detesto pontes! Não as pontes de ferro ou betão. As pontes dos feriados! É que a muitos desses “pontistas” não basta terem fins-de-semana enormes, como ainda por cima vêm para aqui para a província chatear os pacóvios que aqui andam tão sossegados!!! E com este tempo tão bom para ir para a praia!! XÔÔÔ!

Saudades

Quando andava a estudar a tempo inteiro, tinha um grupo de colegas que foram até hoje os mais verdadeiros amigos que tive. Recordo com muita saudade as directas que fazíamos, muitas delas apenas a fingir que estudávamos. Falávamos de tudo, ríamos e chorávamos. Nunca mais tive amigos assim. Por uma dessas amigas tive, inclusivamente uma paixão secreta que ainda hoje aqui anda atravessada, no entanto, por respeito ao namoro dela da altura que me parecia verdadeiro, nunca disse nada a ninguém. (Depois de um ano de casada divorciou-se!!! Too late!) Adiante! Quando começámos a trabalhar e a casar, cada um foi para seu lado e agora quase não os vejo! O pior de tudo é que se criou um mau ambiente, causado por um mal entendido entre a minha mulher e esses meus amigos, que às vezes me pergunto se não terá sido um “bem entendido” e só eu é que não percebi o que se passou, se é que me estou a fazer entender! Que a minha mulher morre de ciúmes dessas duas amigas morre! Mas eu, por mais razões que ela me aponte para eu não as considerar assim tão minhas amigas, para mim vão continuar a ser as minhas melhores amigas. Tenho muitas saudades delas!

terça-feira, junho 13, 2006

Tempestade de verão



Sem tempo para mais este "post" é só para dizer que não há nada como uma boa tempestade de Verão!

quinta-feira, junho 08, 2006

Bravura

A verdadeira bravura não se demonstra nos campos de batalha, não está no enfrentamento de animais ferozes ou de perigos que ponham sua vida em risco. A verdadeira bravura está em sair de casa para beber com os amigos; não avisar a mulher; chegar em casa de madrugada, caindo de bêbado ser recebido por ela com uma vassoura na mão; e ainda ter peito para perguntar: VAIS VARRER OU VAIS VOAR?
in "opiolhodasolum.blogspot.com"

Isto sim é que é coragem!

segunda-feira, junho 05, 2006

Rio de Janeiro

Há coisas que sei…sei porque sei, tenho a certeza e pronto!!!
Uma dessas coisas é a certeza que tenho de um dia passear no “calçadão”, em pleno Rio de Janeiro. E tenho a certeza que quando isso acontecer me vou cruzar com o Chico Buarque, e na rua tocará uma música de João Gilberto, cantando letras de Vinicius musicadas pelo Tom Jobin…

“Vou te contar…”

Por isso já prometi a mim mesmo, não cruzo o Oceano, sem ser para aterrar na “cidade maravilhosa”!

Música

Um raio de sol reflectido na lua chegou até aqui e trouxe a música que agora toca de fundo. Obrigado!

quinta-feira, junho 01, 2006

Hoje fui cortar o cabelo!

Durante muitos anos, no meio do meu orgulho machista, fui incapaz de entrar num cabeleireiro de mulheres! Para mim cortar o cabelo era no barbeiro! Foi já depois de casado que, por ter mudado de cidade e ter deixado para trás o meu velho amigo barbeiro tive que ir à cabeleireira da minha mulher. Depois de ela me garantir que não havia ninguém lá dentro, entrei e deixei-me levar... Nada como uma boa massagem na cabeça para esquecermos tudo!

Hoje não quero outra coisa! Fiquei a saber que os cabeleireiros são locais únicos. São um espelho da feminilidade, esse mundo pelo qual tenho um enorme fascínio. Um sítio onde fico rodeado de mulheres, onde ouço as suas conversas e vejo os seus movimentos! Maravilhoso! Acho até que elas gostam de me cortar o cabelo. Afinal eu para elas também sou uma novidade, no meio de um dia inteiro a tratar de mulheres e, não é para me gabar, mas já as vi insistirem umas com as outras para me cortarem o cabelo, enfim….

De uma forma parecida mas diferente optei também por apenas ir a dentistas mulheres! Desmaio com muita facilidade e nos dentistas essa probabilidade aumenta consideravelmente. Se a um dentista homem digo que posso desmaiar ele ri-se e trata-me com ar de gozo e com indiferença para as minhas fragilidades. Uma mulher não, goza à mesma mas trata-me com muito carinho e delicadeza!

O Mundo anda a ficar um lugar muito chato! :(

Daqui E daqui