quarta-feira, maio 09, 2018

Sedução e conquista

Há uns tempos atrás, no post das meias laranjas, a Marcela disse num comentário, que achava que eu tinha grande necessidade de conquista.

Pois é, a Marcela quase acertou. Não acertou completamente porque, não é tanto a conquista que me vicia. O que me vicia é o flirt, a sedução mutua. Seduzir e ser seduzido fazem-me sentir vivo.

Da descoberta da mulher e na revelação de mim próprio, surge o nervoso miudinho, o frio na barriga, e um sem fim de sensações e emoções boas a que não consigo resistir. Uma vertigem, que atinge o momento mais extasiante no ponto sem retorno. No momento em que percebo que, sejam quais forem as consequências, tenho que seguir em frente. A adrenalina toma conta de mim. 

sexta-feira, março 16, 2018

A liberdade é que me faz carinho

Satisfeito - Marisa Monte

"Quem foi que disse que é impossível ser feliz sozinho
Vivo tranquilo, 
a liberdade é quem me faz carinho
No meu caminho não tem pedras nem espinhos
Eu durmo sereno e acordo
Com o canto dos passarinhos"

segunda-feira, março 12, 2018

It's all about

Feldberg - You and Me
Do filme Moonrise Kingdom

quinta-feira, março 08, 2018

segunda-feira, dezembro 18, 2017

Perfume

Quando encontro ou passo por alguém que usa o teu perfume, viajo instantaneamente e de forma involuntária, para um mundo paralelo, onde a tua recordação desperta em mim um turbilhão de boas sensações que vão da adrenalina, à plena tranquilidade.


Depois fica uma saudade que acaba numa melancolia de não te poder ter,… 

Ausência

Até podia ter acontecido, mas não, não aconteceu nada. As minhas certezas andaram meias perdidas, mas não passou disso. Uma semana, quinze dias de dúvidas, mas foi só.

A minha ausência deve-se a outras distracções. Trabalho de sempre, trabalho inventado e uma mudança de estilo de vida, à qual ainda não me habituei plenamente. Mas já está melhor.

Vou tentar voltar. Gosto da Nuvem e faz-me bem escrever.

sexta-feira, outubro 06, 2017

Who are you?

Ontem, depois de te ver na esplanada ao jantar, todas as minhas certezas "implodiram". A tua feminilidade, a tua beleza, a tua sensualidade,...o teu andar elegante,... Tudo do jeito que eu gosto,...
(To be continued?)

quinta-feira, agosto 10, 2017

A minha laranja

Imaginemos que eu sou como uma laranja, constituído por gomos muito juntinhos dentro de uma casca. Cada um dos gomos representa um estado de alma em relação aos diversos temas em que normalmente dividimos a nossa vida (amor, dinheiro, saúde, trabalho, etc, etc).

Olho neste momento para dentro de mim e percebo que dois ou três gomos estão quase vazios. A maior parte deles estão cheios, alguns muito mais que cheios, quase a rebentar, no entanto, sinto em toda a extensão da laranja, o vazio dos gomos incompletos.

Durante algum tempo, achei que se preenchesse muito bem alguns gomos, se os engordasse até além dos seus limites, conseguiria ocupar todo o espaço dos gomos vazios, mas foi uma ilusão. Se alguma vez consegui ocupar o espaço vazio, foi momentaneamente. O espaço vazio cada vez mais se faz notar e acabando por condicionar toda a estabilidade da laranja.

O pior é que não estou a encontrar forma de preencher os gomos vazios sem tomar medidas drásticas. Outra vez!!!

terça-feira, julho 18, 2017

Ai a minha vida!!!!!

Quando uma linda e fogosa moça se senta ao lado de um moço normal, encostando  a coxa à mão do moço significa que:

a) Não se apercebeu - Sentou-se e nem deu conta que estava encostada à mão do moço, e todo o tempo que assim esteve, nunca se apercebeu (o moço também não fugiu com a mão);

b) Sentiu-se confortável - Sentou-se e nem deu conta que estava encostada à mão do moço, e quando percebeu, sentiu-se confortável e deixou-se ficar (o moço também não fugiu com a mão);

c) Foi intencional - Estava só a tentar atrapalhar o moço (e conseguiu);

d) Foi intencional – Era um sinal!

Ai - ai, ai - ai, ai - ai, ai!.... :)

Sedução e conquista

Há uns tempos atrás, no post das meias laranjas, a Marcela disse num comentário, que achava que eu tinha grande necessidade de conquista. ...